quarta-feira, 16 de maio de 2007

arieLLa no país das indecisões.



Minha corriqueira e inquieta vidinha continua. Indecisões, alucinações, delírios e pequenos surtos diários compõem a história de uma garota sitiante de uma cidadezinha prá lá de onde o Judas perdeu a meia da segunda bota.
Saindo dessa pequena cidadezinha rumo ao lado urbano da história, conheci um lindo garoto há muito tempo.
Anos se passaram (quando digo anos significa anos mesmo, tipo dois ou três, sei lá) até que o reencontro acontece (graças ao bom e não tão velho, Orkut nosso de cada dia).
D (é assim que vou chamá-lo) é o típico garoto lindo que você apresentaria a suas amigas, o típico bom moço que você apresentaria aos seus pais e o típico homem que te fascina e o mais inacreditável, é tudo em um só.
Algumas decepções na vida amorosa me fizeram acreditar que esse tipo de homem não existia e caso existissem, os raros sobreviventes dessa espécie já estavam bem arranjados ou a beira da morte.
Depois de algumas ex-namoradas complicadas e que adoram chamar a atenção (o que eu abomino), D pegou uma intimidade a mais comigo, ele começou a demonstrar algum interesse, o que despertou ainda mais aquela paixonite aguda que era meio recalcada no início.
Muita água rolou até que veio uma bombástica conversa no msn em que ele (mesmo sendo muito tímido) abriu o jogo comigo e disse de um modo muito educado, porém claro, que nós não ficaríamos juntos, pelo menos por algum tempo.
Foi aí então que passei a ouvir Victor e Léo, tenho vontade de mandar essa letra pra ele, mas o que me falta é coragem.

Pensando bem/Eu gosto mesmo de você/Pensando bem quero dizer/Que amo ter te conhecido

Nada melhor/Que eu deixar você saber/Pois é tão triste esconder/Um sentimento tão bonito

Hoje mesmo vou te procurar/Falar de mim/Sei que nem chegou a imaginar/Que eu pudesse te amar tanto assim

Sempre fui um grande amigo seu/Só que não sei mais se assim vai ser/Sempre te contei segredos meus/Estou apaixonado por você/Esse amor entrou no coração/Agora diz o que é que a gente fazpode dizer sim ou dizer não/Ser só seu amigo não da mais

Enquanto a coragem não vem, e pelo que me conheço ela não virá, então fica por aqui mesmo a música, e deixo o meu consciênte nada realista pensar que o recado foi entregue mesmo quando nunca será.

2 comentários on "arieLLa no país das indecisões."

Mah ** on 16 maio, 2007 10:06 disse...

Ari, posso ser sincera? Antes eu lia os seus texots pensando em vc, entao ficava diferente sabe? Hj eu li de um jeito diferente, tipo fingindo que nao conheço quem escreveu. Confesso que me surpreendi... se tá cada vez melhor nega! To orgulhosa.. vc eh meu orgulho fia.. te amu.

Mah ** on 17 maio, 2007 11:22 disse...

Vamo bloga aiii Shakiraaa!!! A-d-o-r-o!!!

Sigam-me os bons!

 

Pensando em voz alta Copyright 2008 Fashionholic Designed by Ipiet Templates Supported by Tadpole's Notez