sexta-feira, 9 de maio de 2008

Mulheres pagam por volta de R$160 mil para serem chamadas de “mãe”


Uma ONG calculou recentemente o custo para se criar um filho do seu nascimento aos 18 anos e chegou a R$160.140,00 para uma família de classe média. Nós, filhos, vemos todos do dias uma mulher que paga isso recebendo noites inteiras acordadas com um choro estridente de cólicas e dias de olheiras profundas. Mulheres que ouvem músicas da Xuxa e cantam como se este fosse seu estilo favorito e ainda amam os causadores disto.

Se todo esse sacrifício tem uma recompensa, só quem é mãe pode dizer, porém para nós, filhos, isso é essencial, pois elas são super-poderosas e têm o poder de espantar os monstros que nos assombram de dentro do armário. Elas pegam em nossas mãos mesmo quando estão sujas de chocolate e fazem carinhas no prato de comida para estimular nosso apetite.

Depois de mais grandinhos, a mãe ouve as brigas com os amiguinhos como se assistisse a um jornal e dá uma opinião não muito válida, pois o amor que ela sente pelo filho influencia em sua decisão final. Só ela e nós que não percebemos isso.

Ser mãe é ser uma profissional completa, é ter dentro de si um pouco de psicóloga, administradora, policial, turismóloga, médica, cantora, bailarina, jogadora de futebol, entre outros.

Só conheço alguns dos presentes que mães ganham por todo esse amor a nós cedido. São eles: molduras de arco-íris, flores e corações sobre imãs de geladeira; mãos impressas com tinta guache em papel; desenhos em lápis de cor e cartões de Dia das Mães.

Hoje, os filhos de Sônia (minha mãe) fazem uma dupla e montam um único cartão. O design é de Gabriel (meu irmão) e texto fica por minha conta. Reproduzo aqui os dizeres que minha mãe receberá em seu cartão no próximo domingo, dia das mães.


“Sônia, foi você que nos fez nascer para o mundo e nem perguntou se a gente queria ou não. Você trocou as nossas fraldas e teve que se submeter a toda modalidade de exibicionismo público para nos dar de mamar. Você nos criou, nos matriculou na escola, nos ajudou com tarefa de casa e leu estórias infantis. E o que foi que nós fizemos? Nós fizemos textos e poeminhas para você. Uns bonitinhos, outros nem tanto. Uns lembrando de conselhos que nos valeram à vida, outros lembrando de conselhos que não valeram nada, daqueles de mãe desesperada, com medo de que a gente pegue um resfriado. Mãe, este texto é pra você. Ariella e Gabriel”

2 comentários on "Mulheres pagam por volta de R$160 mil para serem chamadas de “mãe”"

Michele disse...

Putz... Matéria fdp!

Beeeeejo amor


Michele
http://magricelanapanela.zip.net

Tathy Yamamoto on 14 maio, 2008 23:38 disse...

Prima!!!!

q lindo!!!

bejoooo

Sigam-me os bons!

 

Pensando em voz alta Copyright 2008 Fashionholic Designed by Ipiet Templates Supported by Tadpole's Notez