quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Liberdade de expressão



Sempre recebo em um daqueles e-mails que todo mundo abre pra rir mesmo, a diferença de homens e mulheres. “Mulheres que são traídas são vítimas, os homens que são traídos são cornos”, etc.

Injustiça. Pura injustiça! Estava lembrando de uma coisa que eu vi em Penápolis quando li um e-mail desses. Eu tinha acabado de descer do ônibus que vinha de Araçatuba e esperava outro pra Avanhandava quando surge na rodoviária uma menininha de rosa, com asinha e uma varinha de condão. Não era carnaval, nem halloween, nem nenhuma data que exija trajes incomuns. A garotinha simplesmente quis vestir a fantasia de fadinha e vestiu. Pronto!

Todos olhavam maravilhados, vendo a menininha. “Ai que linda, que fofinha, cut cut”.

Agora imagine se EU resolvesse sair de casa fantasiada de personagem de contos de fadas. Desconfio que as reações seriam bem piores das que já provoco quando uso minhas botas pretas com meia arrastão em Avanhandava.

Essa é só uma das vantagens de ser criança. Falar o que der na ‘telha’ é uma coisa que só criança pode! Uma delas ganha uma grana preta pra fazer isso nos domingos em uma emissora de TV aí.

Imagine que TUDOO seria você poder chegar no supermercado e cantar bem alto bem alto, aquela singela canção "Cuelhinho, se eu fosse como tu, tirava a mão do bolso e enfiava no seu (bis)". E "Cuca foi no mato, caçar tatu, apareceu uma cobra e picou o seu (bis)". Você sabe do que estou falando.

Às vezes eu queria perguntar para um estranho "a tem som de u?". Ou "setembro chove?". Ou "se nevar cê leva esqui?". E ainda ficar dando risadinhas da cara da pessoa, que logicamente não entendeu nada.

Já pensou poder chegar para alguém e falar "moço, na loja onde você comprou essa camisa, tinha pra homem?". E poder responder "5 e 60" ou "a mesma de ontem" para alguém que lhe pergunta as horas, sem suscitar olhares furiosos?

Como comparam aqueles e-mails que falei no começo, comparo a criança e o adulto também! Criança que faz isso é "espirituosa" e "bem humorada". Adulto é pentelho.

Que inveja! Isso sim é liberdade de expressão.

Não mais!

2 comentários on "Liberdade de expressão"

Michele on 30 janeiro, 2009 13:14 disse...

Olha, se eu fosse me vestir de algum personagem de contos de fada acho que seria a Cinderela. A fia ficou com o príncipe mais rico e bonito!

Huahuahaahua!

Beeeeeeejo amoreee

Natalí disse...

Falou tudooooooooooooooo... kkkkkkkkk... Tô até me imaginando cantando aquelas musiquinhas no supermercado! kkkkkkkkkk

Sigam-me os bons!

 

Pensando em voz alta Copyright 2008 Fashionholic Designed by Ipiet Templates Supported by Tadpole's Notez